See Other Architecture/Construction Stories

C&S Companies

C&S Companies

Highlights

  • O acesso sem fio de convidado seguro permite iniciativas BYOD sem preocupações
  • O gerenciamento de nuvem em todo o país oferece controle centralizado com baixo TCO
  • Modelagem de tráfego e filtragem de conteúdo maximizam o uso da largura de banda

Fundada em 1968 e sediada em Syracuse, Nova York, a C&S Companies oferece serviços ambientais, de engenharia, arquitetura, planejamento e construção com foco no cliente. Além da sede, a C&S possui 10 escritórios regionais em todo o país, todos conectados através de uma rede MPLS. Inicialmente, somente o escritório de Syracuse possuía WiFi, mas com a chegada do BYOD no ambiente de trabalho, tornou-se primordial oferecer acesso sem fio em todos os escritórios.

“Os funcionários tinham seus próprios dispositivos e gostariam de poder se conectar”, explica Jim Harter, Administrador de rede na C&S Companies. “Nós temos muitos fornecedores que trazem seus próprios equipamentos e descobrimos que eles estavam se conectando, o que vai contra nossa política de segurança corporativa. Como nós possuímos um ambiente bastante aberto, queríamos disponibilizar o acesso a todos”. Contudo, com os requisitos de segurança rigorosos da C&S, era fundamental que a rede sem fio estivesse totalmente separada da LAN corporativa. “Eu temia que alguém conseguisse encontrar uma maneira de entrar na nossa rede central”, declarou Harter.

Harter considerou várias opções, inclusive instalar uma conexão com a Internet diferente em cada escritório. “Isso representaria uma conta de dados mensais adicional além dos custos de hardware, não se enquadrava em nosso modelo de negócios”, afirmou. Embora estivesse usando access points (APs) da Cisco para conexão sem fio no escritório de Syracuse, ele disse: “Além de ser caro, o gerenciamento era complicado, e eu tinha que contratar um especialista sempre que quisesse alterar as configurações. Não era algo que poderíamos levar para outros escritórios.”

Contudo, Harter avaliou a Cisco e outras soluções sem fio tradicionais baseadas em controlador e descobriu que elas ofereciam gerenciamento incompleto nos dez escritórios que estavam sob a responsabilidade de sua pequena equipe de TI. “Nós queríamos o gerenciamento centralizado”, afirmou. “Na C&S, ou fazemos as coisas da maneira correta, ou então não fazemos nada – não existe meio-termo.”

Em seguida, Harter ouviu falar da solução de redes gerenciadas em nuvem da Meraki na ACEC (American Council of Engineering Companies), e recebeu uma recomendação de uma empresa da Pensilvânia que também usava os dispositivos Meraki. “Observando a Meraki, percebi que só a economia já era bastante atrativa”, contou. Pelo preço da Cisco, em apenas um escritório de Syracuse, a C&S poderia implantar a Meraki em todos os escritórios regionais e gerenciar a rede na web, sem uma equipe com treinamento especializado.

A implantação foi simples para a equipe de Harter; eles enviaram cada AP para um escritório remoto, pediram para um funcionário deles conectá-lo, e o AP fez o download das configurações da rede a partir da nuvem e apareceu no painel da Meraki da C&S. “A configuração em si nos surpreendeu. Se eu disser que levou cinco minutos, talvez esteja exagerando”, afirmou Harter. “Nós nos olhamos e dissemos: ‘Sério, é só isso? É muito fácil!’”

O acesso sem fio de convidado seguro da Meraki deixa Harter tranquilo e viabiliza BYOD para funcionários e fornecedores. “Os APs da Meraki apresentam um firewall integrado, que separa com segurança os dispositivos de convidado, de modo que eles não possam alcançar a nossa rede”, declarou. “Mas todos os que precisam de conectividade móvel podem consegui-la agora”. E, ao proporcionar uma rede de convidado confiável, a C&S desencoraja os vendedores de provocarem uma violação de segurança ao se conectarem à LAN.

Eu testo minhas vendas com antecedência o máximo possível e, no futuro, iremos crescer. A Meraki nos dá a opção de evoluir ao longo do caminho.Jim Harter, Administrador de rede

Harter gerencia de maneira centralizada todos os escritórios a partir de Syracuse e gosta de poder fazer uma alteração na rede em qualquer um dos escritórios, mesmo quando está à distância, através do painel em nuvem. “O painel da Meraki me dá uma ideia do que está acontecendo na rede em tempo real”, declarou. “Gosto de saber quais são os sites mais ocupados e de obter relatórios automáticos da Meraki: aplicativos principais, clientes principais, e assim por diante. Os relatórios nos informam se é necessário ajustar uma política ou uma largura de banda.”

Por exemplo, Harter gosta do fato de a Meraki oferecer aceleração do aplicativo integrado, pois as conexões com a Internet do escritório regional são recursos compartilhados, e todos os arquivos da empresa estão localizados na sede de Syracuse. Dessa forma, se um usuário estiver fazendo alguma transmissão, a largura de banda será limitada para outros usuários. “Eu consigo ver quem está consumindo a largura de banda e conversar com a pessoa sobre isso”, comentou Harter. Ao mesmo tempo, ele definiu um limite de largura de banda de 1 Mbps por usuário e pode modelar o tráfego para assegurar que aplicativos específicos não comprometam a rede.

De forma similar, a filtragem de conteúdo integrada da Meraki bloqueia o conteúdo adulto. “Estamos pensando em adquirir filtros da web Barracuda para todos os locais, mas agora isso é menos uma despesa e menos um dispositivo a implementar”, disse Harter. “Estamos obtendo bastante retorno com a Meraki.”

O melhor de tudo, disse Harter, é que a Meraki habilita a C&S a dimensionar e alterar sua rede. “Eu testo minhas vendas com antecedência o máximo possível e, no futuro, iremos crescer”, disse. “A Meraki nos dá a opção de evoluir ao longo do caminho.”